28 de agosto de 2014

Recine terá sessões especiais para o público infanto-juvenil



       Pátio interno do Arquivo Nacional. Foto de Flávio Lopes/AN  

O Recine 2014 terá quatro sessões de filmes especialmente para o público infanto-juvenil e atividades lúdicas após as exibições.
A ideia é começar desde cedo a apresentar o universo do cinema e chamar a atenção das novas gerações para a necessidade de preservação do patrimônio audiovisual.
Este ano, o Recine terá como tema a literatura brasileira e latino-americana no cinema. A programação inclui filmes com roteiros desenvolvidos por grandes escritores ou adaptados de suas obras literárias.
O Recine acontece de 24 a 28 de novembro no Arquivo Nacional, que fica na Praça da República, 173, Centro, próximo à Central do Brasil. As sessões infanto-juvenis estão programadas de terça a sexta (25 a 28 de novembro), das 9 da manhã até o meio-dia, com exibição de filmes de curta e longa metragem, oficinas e outras atividades lúdico-educativas para os jovens.
As escolas podem inscrever seus alunos pelo e-mail pi@arquivonacional.gov.br e pelo telefone (21) 2179-1273 até 21 de novembro, das 9 às 17 h. Vagas limitadas.









                                                                                 

21 de junho de 2014

Professores do curso de cinema da PUC-Rio vão orientar a Oficina de Vídeo do REcine 2014

Inscrições até 30 de julho
 
A Oficina de Vídeo do REcine 2014 acontece de 8 a 19 de setembro, das 10 às 18 horas, com aulas no Arquivo Nacional (no centro do Rio) e na PUC-Rio (Gávea).
 
Os 30 alunos selecionados vão produzir vídeos de curta metragem, com tema livre e utilizando imagens de acervos audiovisuais de domínio público.
 
Além das aulas, os selecionados terão à disposição, no período da Oficina, ilha para a edição e finalização dos filmes.
 
Os filmes produzidos pelos alunos da oficina concorrem na Mostra Competitiva do REcine, na categoria Melhor Filme Realizado pela Oficina.
 
As inscrições vão de 26 de maio até dia 30 de julho.
 
 
A Oficina do REcine teve início em 2004, com a orientação do cineasta Sílvio Tendler, e tem como ideia original disponibilizar imagens de domínio público aos alunos selecionados, para que sejam realizados filmes de curta-metragem com tema livre e duração média de cinco minutos. O principal objetivo é oferecer uma chance a quem deseja produzir um vídeo, principalmente aos iniciantes, despertando sua criatividade para um produto que tem como base as imagens de acervos históricos.

5 de junho de 2014

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA OFICINA DE VIDEO E MOSTRA COMPETITIVA DE FILMES DO RECINE 2014

O REcine 2014, que acontece de 24 a 28 de novembro no Arquivo Nacional (RJ), tem como tema a relação entre o cinema e a literatura brasileira e latino-americana. A partir do dia 26 de maio, estão abertas as inscrições para a Oficina de Vídeo, e no dia 5 de junho começam as inscrições para a Mostra Competitiva de filmes.

1) Oficina de Vídeo

Inscrições: De 26 de maio a 30 de julho de 2014

A Oficina de Vídeo do REcine 2014, acontece de 8 a 19 de setembro, das 10 às 18 horas, no Arquivo Nacional (Praça da República, 173, Centro, Rio de Janeiro – RJ).

Os 30 alunos selecionados vão produzir vídeos de curta metragem, com tema livre e utilizando imagens de acervos audiovisuais de domínio público.

Os filmes produzidos pelos alunos da oficina concorrem na Mostra Competitiva do REcine, na categoria Melhor Filme Realizado pela Oficina.

As inscrições vão de 26 de maio até dia 30 de julho, e podem ser feitas no site www.recine.com.br e www.arquivonacional.gov.br.
 

2) Mostra Competitiva

Inscrições: de 5 de junho a 5 de setembro de 2014

Regulamento

Durante a semana do festival, acontece a Mostra Competitiva do REcine, importante canal para divulgar filmes de ficção e documentários construídos com imagens de arquivos, estimulando o uso de imagens custodiadas em instituições arquivísticas para novas produções audiovisuais, com a perspectiva de refletir sobre guarda e preservação de imagens em movimento.

A Mostra Competitiva aceita a inscrição de filmes e vídeos de curta, média e longa metragem, nacionais ou estrangeiros, de temática livre, finalizados entre  2010 e 2014, que utilizem em seu conteúdo, no mínimo, 40% de imagens (fotos, filmes, cartas, mapas etc.) ou sons de acervos públicos e/ou privados em suas produções. Os filmes serão submetidos a uma comissão de seleção que avaliará a qualidade técnica e estética, originalidade, pesquisa e utilização de material de arquivo.

Os filmes estrangeiros deverão ser legendados em português.

O júri oficial e o júri popular escolhem os vencedores, que são anunciados na noite de encerramento do festival.

Os filmes concorrem nas seguintes categorias:

• Melhor filme de longa/média metragem, segundo o júri popular

• Melhor filme de longa/média metragem

• Melhor direção de longa/média-metragem

• Melhor filme de curta metragem, segundo o júri popular

• Melhor filme de curta metragem

• Melhor direção de curta-metragem

• Melhor roteiro

• Melhor edição de imagem

• Melhor pesquisa

• Melhor utilização de material de arquivo

• Melhor filme produzido pela Oficina do REcine 2014  

As inscrições estão abertas de 5 de junho até 5 de setembro de 2014. Os filmes concorrentes devem ser encaminhados, pelo correio, para o Arquivo Nacional – Promoção Institucional, Praça da República 173, sala B0-01 – Centro – CEP 20211-350– Rio de Janeiro/RJ, no formato DVD (região zero ou 4), juntamente com a ficha técnica do filme, ficha de inscrição assinada e material de divulgação. Todos os formulários encontram-se disponíveis em: www.arquivonacional.gov.br ewww.recine.com.br.

Não serão devolvidos os DVDs, nem o material de divulgação. Todos os filmes, selecionados ou não, serão incorporados ao acervo do REcine e ficarão disponíveis para acesso na Sala de Consultas do Arquivo Nacional.

A confirmação do recebimento do filme e documentação será feita por e-mail. O resultado da seleção será divulgado a partir do dia 5 de novembro por e-mail e nos sites: www.arquivonacional.gov.br e www.recine.com.br.

A efetivação da inscrição indica a concordância plena com os termos deste regulamento.
RECINE 2014

13º FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA DE ARQUIVO

CINEMA E LITERATURA 

Grandes escritores brasileiros e latino-americanos do século XX tiveram uma ligação muito forte com o cinema, a ponto de influenciar diretamente na adaptação de suas obras literárias para a tela grande, escrever roteiros cinematográficos e até críticas de filmes. Pouca gente sabe, mas Gabriel García Marquez, Mario Vargas Llosa, Mário de Andrade, entre outros, apaixonados pela Sétima Arte, estão intimamente relacionados à história do cinema mundial.

Por outro lado, a paixão dos cineastas pelos livros os fez transformar obras-primas da literatura latino-americana em filmes que, além de possibilitarem aos leitores apreciarem a versão filmada das obras, também aproximam e despertam o espectador de cinema para o texto literário.

O REcine 2014 vai trazer em sua mostra informativa de filmes essa notável relação entre o cinema e a literatura brasileira e latino-americana. Serão exibidos filmes raros, cujos roteiros foram desenvolvidos por grandes escritores ou adaptados de suas obras literárias. O objetivo do REcine 2014 é celebrar esse encontro de duas artes, movido pela paixão do literato pelo cinema e do cineasta pela literatura.

Aguardem! O REcine 2014 acontece de 24 a 28 de novembro, no Arquivo Nacional, Rio de Janeiro. A entrada é franca.

O REcine – Festival Internacional de Cinema de Arquivo – é uma iniciativa do Arquivo Nacional, a maior instituição arquivística do Brasil, com a Rio de Cinema Produções Culturais, que desde 2002 vem debatendo sobre temas ligados à preservação do patrimônio audiovisual, além de oferecer ao público a oportunidade de conhecer obras de referência do cinema brasileiro e internacional preservadas e também a nova produção de filmes que reaproveitam imagens de arquivo. 

Equipe do REcine

Em caso de dúvidas, entre em contato:

Tel. (21) 2179-1273 e 99572-4089


 
 

9 de dezembro de 2013

MELHORES MOMENTOS DO RECINE 2013


O RIO EM PROSA E FITAS
DE 25 A 29 DE NOVEMBRO, NO ARQUIVO NACIONAL
RIO DE JANEIRO

Foto de Flávio Lopes/AN


Cerimônia de abertura - 25/11

Foto de Flávio Lopes/AN

Mesa de debate 1 - 26/11 - Rio de memórias: fotografia e cinema no início do século XX
Com a presença de Joaquim Marçal, José Inácio Parente, Patrícia Monte-Mor e Pedro Vasques

Foto de Flávio Lopes/AN



Mesa de debate 2 - 27/11 - SRTV: registros do cinema brasileiro
Com a presença de Tizuka Yamasaki, José Carlos Asbeg, Lacy Barca e Aída Marques

Foto de Flávio Lopes/AN


Mesa de debate 3 - 28/11 - Acervos cariocas: a renovação das imagens de arquivo
Com a presença de Rita França e Daniel Bacellar, técnicos do Museu da Imagem e do Som (MIS-RJ); mediação de Antônio Laurindo (Arquivo Nacional)

Foto de Agnaldo Neves/AN


Cacá Diegues apresenta o documentário Lino Micciché, meu pai – uma visão de mundo, direção de Francesco Micciché, na sessão da Mostra Competitiva do dia 28/11

Foto de Agnaldo Neves/AN


Em 2013, o REcine ofereceu duas oficinas técnicas de preservação e tratamento arquivístico de documentos audiovisuais

Foto de Franz Borborema/AN


Na cerimônia de encerramento do REcine 2013, em 29/11,  o homenageado José Inácio Parente, diretor do filme Rio de Memórias


Fotos de Flávio Lopes/AN




D. Alice Gonzaga, filha do homenageado Adhemar Gonzaga, o fundador da Cinédia


Foto de Flávio Lopes/AN


Outro grande homenageado desta edição do festival, o ator e cineasta Hugo Carvana


Foto de Flávio Lopes/AN


E o documentarista Sílvio Tendler, que arrancou muitos aplausos da plateia e emocionou com a sua presença


Foto de Flávio Lopes/AN


Sílvio Tendler e José Inácio Parente



Foto de Franz Borborema/AN



Noilton Nunes anuncia a exibição de seu filme A arte do renascimento - uma cinebiografia de Sílvio Tendler, fechando com chave de ouro a programação do REcine 2013

 Foto de Franz Borborema/AN



Revistas REcine em exposição no hall de entrada do Arquivo Nacional



Fotos de Renata Ferreira


Revista REcine nº 10 - Novembro de 2013











1 de dezembro de 2013

REVISTA RECINE Nº 10

RIO DE JANEIRO, CAPITAL DO CINEMA


A prodigiosa relação da cidade do Rio de Janeiro com o cinema é o tema da Revista Recine nº 10. São 16 artigos inéditos que apresentam diferentes análises sobre a importância da Cidade Maravilhosa para o cinema mundial. O tema da preservação de acervos audiovisuais também recebe destaque nesta edição.

Além de servir como cenário para filmes e até mesmo como personagem, o Rio de Janeiro tem sido há décadas a sede de vários empreendimentos do ramo cinematográfico. Cineastas, produtores, exibidores e distribuidores estabeleceram-se em solo carioca, consagrando assim a vocação irradiadora da cidade para as artes cinematográficas e referendando sua condição de polo de atração cultural no país.

As transformações e a evolução da cidade através dos anos foram fartamente documentadas pelas câmeras e, afora os clichês, foi no cinema que o Rio de Janeiro se mostrou mais exuberante e desafiador, nos filmes de ficção ou em documentários que retrataram os muitos aspectos da metrópole: música, religiosidade, contrastes sociais, personalidades etc.

A Revista Recine nº 10 traz também uma entrevista exclusiva com o fotógrafo e cineasta José Inácio Parente. O diretor do premiado documentário “Rio de Memórias” conta detalhes sobre a produção do filme, motivada por sua paixão pelo Rio e pela fotografia.

À venda no Arquivo Nacional - Praça da República, 173 - Centro, Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2179-1253 / 2179-1273

23 de novembro de 2013

O Rio em prosa e fitas

RECINE 2013
De 25 a 29 de novembro no Arquivo Nacional
Entrada franca

Um caso de amor com o Rio

É impossível calcular a importância que a cidade do Rio de Janeiro tem para o cinema brasileiro e mundial. A cidade mais famosa do Brasil inspirou poetas, compositores e escritores das mais diferentes formas, mas além das músicas e histórias, o Rio serviu de cenário para muitos filmes de variadas nacionalidades. Um Rio de fantasia foi pano de fundo para romances estrelados por divas de Hollywood como Bette Davis, Ingrid Bergman e Lana Turner, e o Rio mais realista viajou o mundo e conquistou prêmios em festivais importantes na Europa, em filmes como Cidade de Deus e Tropa de Elite. Por outro lado, a Cidade Maravilhosa, além de ser fartamente documentada desde os primeiros tempos do cinema, tem sido sede de empresas produtoras, distribuidoras e exibidoras de filmes, consagrando-se como a capital do cinema no Brasil.

Os cidadãos cariocas guardam na lembrança os velhos cinemas de arquitetura luxuosa e muito glamour, que acabaram ficando no tempo devido à expansão dos shopping centers e as mudanças econômicas das três últimas décadas. A bela Cinelândia, alcunha pela qual ficou mais conhecida a Praça Marechal Floriano, no Centro do Rio, era onde se concentravam as melhores salas da cidade, o Capitólio, Pathé Palace, Império e o último sobrevivente dessa gloriosa era, o Odeon. A praça também era ponto de encontro de artistas e profissionais das artes, o lugar que irradiava a cultura para todo o país, pois ali se discutia de tudo, desde os próximos filmes e peças de teatro até a política nacional  (nos bares da Cinelândia começou a ser traçado o movimento do Cinema Novo).

É este Rio de Janeiro tão rico e fundamental para a cultura brasileira, este Rio como cenário, personagem e centro produtor de cinema, na visão de Humberto Mauro, Nelson Pereira dos Santos, Leon Hirszman, David Neves, Joaquim Pedro de Andrade, Eduardo Coutinho e tantos outros, que o REcine 2013 vai exibir em sua programação da Mostra Informativa. Filmes de ficção e documentários que apresentam uma cidade múltipla, em que não se esgotam os temas, as personalidades e as perspectivas. Belezas naturais, a música, a arquitetura, o Rio é vanguarda, desperta paixões e abraça seu povo de diversas origens.

E não é só isso: a Mostra Competitiva do REcine traz algumas das melhores produções que utilizam imagens de arquivo, um dos mais importantes Fórum de Debates do país sobre preservação de acervos audiovisuais, homenagens ao ator e cineasta Hugo Carvana (um símbolo carioca) e ao produtor Adhemar Gonzaga, o fundador da Cinédia.

A Revista REcine nº 10, cujo título é "Rio de Janeiro, capital do cinema", aprofunda a temática em artigos inéditos sobre a extraordinária e calorosa relação entre a cidade e o cinema.

Acompanhe a programação no site http://www.recine.com.br/2013/programacao.php
Esse mergulho cinematográfico na Cidade Maravilhosa acontece de 25 a 29 de novembro, das 10 às 22h, no Arquivo Nacional, que fica na Praça da República, 173, Centro, Rio de Janeiro. A entrada é franca.